Dia Mundial do Enfermo: confrade propõe reflexão

Gostaríamos de pedir orações por todos os vicentinos, especialmente por aqueles que estejam mais precisando. Sabemos que existem confrades e consócias em tratamento de saúde. Alguns, mesmo em tratamento, continuam se dedicando ao “encargo” assumido, demonstrando imenso amor pela missão de “servir aos nossos Irmãos que precisam de nossa ajuda”. Outros cuidam de familiares em tratamento: – cuidam de pai; de esposo; de esposa e filha; de esposa e filho; de mãe e irmã; de mãe e esposo; e outros casos mais.

Tomamos conhecimento de que um confrade – cuja saúde está muito debilitada – é ele quem cuida da esposa e do filho. Ouvi esse relato: “ele precisa de quem cuida dele.... E é ele quem está cuidando da esposa e do filho”...

Há, ainda, confrades e consócias que estão passando por momentos extremamente difíceis e dolorosos por morte de entes queridos. Diante dessa realidade, vamos nos unir em orações, pedindo a Deus pelo restabelecimento da saúde desses nossos confrades e consócias, e de seus familiares. E, por quem está passando por momentos difíceis por morte de familiares, que Deus, em sua infinita bondade e misericórdia, lhes dê o conforto, a força e a fé necessária.

Todos nós sabemos da necessidade, e da força e do poder da oração! Que Deus abençoe a todos os confrades e consócias!

 

 

Confrade Rafael José Barros Pinto, da área do Conselho Central de Passos