Lar vicentino economiza cerca de 95% com energia elétrica

A conta de energia da Vila Vicentina Carlos de Almeida Sobrinho, em Cana Verde (MG), caiu de R$1.8 mil para cem reais. Como tal feito aconteceu? A diretoria da Obra Unida, que é vinculada ao Conselho Central de Campo Belo e Metropolitano de Formiga, implantou o sistema de abastecimento por energia solar fotovoltaica. A medida tem resultado em uma economia de 94.5%.

A energia fotovoltaica é gerada pelo sol. O método, além de econômico, é ecologicamente correto, porque é uma energia limpa. “O dinheiro que deixaremos de gastar com a energia, nós poderemos usá-lo para outros fins, sempre pensando na melhoria de nossa Vila. Em meio aos desafios com a falta de recursos, esta é uma medida que encontramos para diminuir os custos”, conta o confrade Carlos Magno Isidoro, presidente da Obra.

O projeto custou R$53 mil. Como a instituição não tinha o dinheiro, recorreu a empréstimo em uma cooperativa. O valor será pago em 36 parcelas de R$1.820, ou seja, praticamente o que se pagava na conta de luz, com o adendo de que, após a quitação do empréstimo, o gasto com energia estará praticamente zerado.

O confrade Carlos conta que a energia é mais que suficiente para abastecer a Vila e que todo o processo de instalação foi feito visando a segurança dos idosos institucionalizados.

As placas para a captação de energia têm garantia de 25 anos, e os demais equipamentos de 5 anos. “Estamos muito satisfeitos com o resultado”, finaliza o presidente da Obra.